Hoje, dia 17 de julho de 2021, celebram-se 25 anos desde a fundação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

image1

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) foi estabelecida através da Declaração Constitutiva de 17 de julho de 1996, na Conferência de Chefes de Estado e de Governo que decorreu em Lisboa. Nessa cimeira reuniram-se Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe. 

O primeiro alargamento da CPLP decorreu da adesão de Timor-Leste, que se tornou o seu oitavo país-membro, em 20 de maio de 2002, na IV Conferência de Chefes de Estado e de Governo, em Brasília. A Guiné Equatorial tornou-se o nono Estado-membro, através da entrega da carta de ratificação dos Estatutos da CPLP na XI Cimeira, em Brasília, em 2016.

A CPLP tem três linhas de ação fundamentais: a concertação político-diplomática, a cooperação em diferentes domínios e a promoção e a difusão da língua portuguesa. Nos seus Estatutos a CPLP é definida como “o foro multilateral privilegiado para o aprofundamento da amizade mútua, da concertação político-diplomática e da cooperação entre os seus membros”.

A CPLP assume-se como um projeto político cujo fundamento é a língua portuguesa, vínculo histórico e património comum dos Estados-membros, que constituem um espaço geograficamente descontínuo, mas identificado pelo mesmo idioma. 

Um artigo de S.Exa. o Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, no diário Público assinala este dia, recordando que a CPLP “não é apenas uma associação de Estados, é também uma comunidade de povos”, que partilham a mesma língua. O artigo está publicado na íntegra aqui

  • Partilhe